31 de maio de 2016

Livros & Esmaltes #3

Olá leitores!!

Hoje é dia de Livros & Esmaltes! E o tom da vez é o Nude.

Vamos as escolhas?







Claudia

"Escolhi o Ouro Nude, da Risqué. Adoro o brilho douradinho que ele tem. Meu nude preferido! 
O livro é o Outros Cantos, da super talentosa Maria Valéria Rezende. Fui no lançamento deste livro e ele está autografado."



Karla

"O esmalte é o Bali, da Risqué.
O livro é o Mudanças da autora parceira do blog L. L. Alves. Estou no começo do livro e já estou gostando."




Fernanda

"O esmalte é o Nude Clássico, da Impala. Achei que não cobriu muito bem, mas pode ser porque não estou acostumada com a cor.
O livro é A Grande Peça, do Tadeu Rodrigues, que narra a história de amor entre um dramaturgo e uma dançarina, um romance leve e envolvente."






Cuidar das unhas é importante e ajuda em nossa auto-estima. 

Eu mexo com artesanatos e devido alguns produtos que tenho que usar, nem sempre consigo manter minhas unhas em dia, por isso o projeto tem sido bastante importante para mim, tirar esse tempinho e cuidar das unhas.

Tire o seu tempinho também! Pode ser em um salão ou em casa mesmo, como nós.

O projeto é postado toda semana aqui no blog, com a leitura do momento e o esmalte no tom escolhido.

Venha fazer parte desse projeto!! Participe enviando uma foto para o e-mail pacoteliterario@gmail.com  ou, opine sobre o próximo tom de esmalte a ser usado por nós.

Beijos e até a próxima!

30 de maio de 2016

[Resenha] Reflexo



Autora: Ias Guinossi
Editora: Publicação Independente
Ano: 2016
Páginas: 366

Livro cedido em parceria com a autora


Reflexo conta a história de Nicoly, uma moça simples do interior que vem morar sozinha na cidade. Nicoly ainda sofre com a morte de seu pai e tem um relacionamento nada amistoso com a mãe. Seus únicos amigos são Camile e Bryan que trabalham juntos com ela em uma cafeteria.

Em uma de suas saídas com Camile, ela é apresentada a Adrian. Jovem publicitário e bem sucedido, Adrian parece o cara perfeito, porém, é muito fechado e misterioso. No começo Nicoly fica receosa mas a atração fala mais alto.

Logo começam a trocar mensagens e a se encontrar com frequência, só que Adrian não passa confiança alguma no relacionamento. Ele parece sempre estar preocupado e muito envolvido em seu trabalho.


"Saudade, alegria, desejo e paixão: um misto de sentimentos me atordoava a todo momento."


Enquanto tenta entender Adrian, Coly conhece Jonathan, que é irmão gêmeo de Adrian. Músico, apaixonado e muito atencioso, ele é tudo que Coly gostaria que seu irmão fosse.

Cada vez mais envolvida e confusa, Coly fica perdida entre os dois irmãos. Ao mesmo tempo em que quer Adrian, ela fica atraída pelas atenções de Jonathan. Enquanto um se afasta o outro parte para a conquista.


"Aceito o seu abraço e retribuo-o. Fico uns segundos olhando nosso reflexo no espelho e fecho meus olhos. O gosto, o toque e o calor do beijo de Jonathan assombra minha mente. Para mim, era o Adrian."


Achei interessante o modo como a autora conduziu o conflito de Nicoly dentro de si mesma. Personalidades que dialogam e se enfrentam. Que amam e odeiam ao mesmo tempo, mostrando toda fragilidade da situação.

A pressão de amar alguém que não corresponde o que se espera e Jonathan ser tudo que Coly espera de Adrian




O livro é narrado em primeira pessoa, alternando entre os personagens, o que nos dá uma visão muito clara do que se passa com cada um. A leitura é fluida e apesar de parecer um romance clichê, a autora dá um diferencial na história, o que desperta um misto de emoções.

A história é um ótimo romance, com uma pegada hot e um tema polêmico que vale toda leitura. A capa é linda e muito representativa com a trama. 

O final é um tanto intrigante e leva o leitor a pensar sobre tudo que tinha sido revelado até então. Fiquei com algumas curiosidades e dúvidas e penso na possibilidade de uma continuação.

Enfim, esse é o romance de estreia da autora e posso dizer que começou muito bem. Gostei muito do que li e como falei, leva tudo para ser um romance clichê mas não é, e isso fez toda diferença na leitura.

Recomendo a todos!


"Toda vez que tento me afastar, algo me puxa a você."




Clique aqui e adicione Reflexo no Skoob

Contato com a autora:


28 de maio de 2016

[Blogagem Coletiva] - O que toca na minha playlist



Olá, queridos leitores! 

Hoje teremos uma postagem um pouquinho diferente aqui no blog. Se trata de um post que contém as músicas que mais tocam na minha playlist e faz parte da Blogagem Coletiva do Clube de Cartas.

Confesso que, em termos de música, tenho uma peculiaridade que muitas pessoas não gostam: minha playlist é 100% nacional! Não que eu odeie ou não escute de maneira nenhuma, apenas não tenho o hábito de ouvir música internacional em geral.

Então... espero que gostem dos cantores e bandas escolhidos por mim para esse post!


Para inspirar...


MARISA MONTE




Quem nunca sofreu (nem sorriu) por amor ao som de suas músicas não imagina o que está perdendo! Ela sabe como ninguém falar daquelas coisas do coração, com letras fortes compostas às vezes apenas por ela, outras em ótimas parcerias. Um dos álbuns que mais gosto dela é esse, bem atual, em que algumas músicas foram temas de novelas, o que não é novidade para essa cantora com a voz maravilhosa não é mesmo?





Para amar...


DJAVAN




Esse também é outro cantor sensacional! Com suas letras fortes e uma voz extremamente linda, arranca suspiros por onde passa. Dizem que é a simpatia em forma de gente, tem paciência com os novatos e eu não acho difícil que isso seja verdade, pois já o vi dar aulas na internet para que seus fãs aprendam a tocar as suas músicas no violão! Bacana, não é mesmo? Adoro todos os seus CDs, mas o preferido de 10 entre 10 de seus fãs (assim como eu) é o duplo ao vivo, onde estão todas as suas músicas mais conhecidas.







Para entender...


LEGIÃO URBANA



As letras de Renato Russo, compostas na década de 80, revelam uma mente muito jovem preocupada com os problemas do país. Apesar de compostas há tanto tempo, são bem atuais e muitas delas são usadas no presente para explicar o cenário político atual do nosso país. Deixando a política de lado, Renato Russo também compôs lindas músicas que retratam amor, saudade, desilusão, crise existencial e tantos outros sentimentos. Já assisti a dois filmes dessa que é uma das bandas mais famosas do Brasil! Foi difícil escolher apenas um CD, mas deixo esse, que é o que mais toca por aqui.






Para refletir...


ENGENHEIROS DO HAWAII




E por último, deixei a minha banda/cantor favorito! Vocalista dos Engenheiros do Hawaii, Humberto Gessinger deu uma pausa na banda para se arriscar em novos projetos, em uma dupla e, atualmente, solo com parcerias incríveis! Instrumentista sensacional, ele dá um toque em todas as suas músicas não apenas com o baixo, mas leva ao palco em seus shows também a gaita, o acordeon e até o piano. Confesso que, apesar de minha paixão por suas músicas permanecer intacta a cada álbum, o meu preferido é "Filmes de guerra, canções de amor", pois nele estão as minhas músicas favoritas de todos os tempos.





Música é um assunto sobre o qual eu poderia falar até enjoar para vocês, pois é algo que eu amo, sinto necessidade e não pode faltar um dia sequer em minha vida! Sou daquelas que escuto o quanto posso, enquanto estou no trabalho, em casa e nos caminhos de ida e volta para todos os lugares onde vou.

Mas dessa vez, encerro por aqui e quero saber a opinião de vocês sobre a minha playlist. Vocês gostaram dos meus escolhidos? Me indiquem outros cantores, bandas e músicas que gostem, prometo que procuro saber de todos!



26 de maio de 2016

[Resenha] Morreu e Não Sabia



Autor: José Manuel Fernández
Editora: Petit
Ano: 2015
Páginas: 224

Livro cedido em parceria com a Editora


Morreu e Não Sabia - A história de um jovem desencarnado trata-se de um livro espírita, porém, um pouco diferente. A história não é sobre uma vida passada, mas sim da trajetória de um jovem que acaba de desencarnar, ou seja, morre, não compreende de imediato sua nova realidade e assim o acompanhamos até ele ter essa elucidação e seguir seu caminho.

João, nosso protagonista, cego pelo ciúmes em relação à garota que ama e seu melhor amigo, acaba perdendo a vida de forma brusca e precoce.

Com apenas 17 anos, João se vê em outro plano e não entende em nada o que lhe ocorreu. Nesse momento encontra o espírito de um militar que o ajuda a compreender seu desencarne. Mesmo assim, João continua a nutrir forte ciúmes e o imenso desejo de vingança, principalmente contra o seu amigo.


"Trata-se de sua liberdade e decisão. Só pretendia deixar claro que cada ação praticada por você é seguida de uma reação equivalente."


Com João temos a visão de um recém-desencarnado, suas dúvidas, o choque ao constatar a morte do corpo, o achar que está só, a mistura de sentimentos. E vemos que ninguém fica desamparado. Em sua jornada ele encontrará o auxílio de espíritos evoluídos que o ajudarão em sua nova condição e redenção.


"Não sei o que pensar, mas estou convencido de que os bons companheiros nunca nos deixam sozinhos diante das dificuldades nem nas piores circunstâncias, inclusive depois de mortos."



Morreu e não sabia  traz bons ensinamentos para nossa vida e a relação com as outras pessoas. Fala sobre amizade, perdão, amor. Faz refletir sobre o modo como vemos as coisas e as conclusões que tiramos.

Para mim, a maior mensagem do livro foi sobre as escolhas que fazemos e a nossa responsabilidade sobre essas escolhas e suas consequências.


" O amor não tem barreiras, está livre delas, e tenho certeza de que não importa o plano em que se esteja, nem o lugar onde se viva."



O único ponto é que achei que algumas mudanças foram um pouco rápidas mas nada que atrapalhe a compreensão do leitor. Fora isso, a leitura flui bem e o autor é claro em suas explicações.

O livro está muito bem escrito, as folhas são brancas, com o tamanho da fonte adequado para um boa leitura, e não encontrei erros de revisão. O trabalho da editora é impecável.

Uma leitura edificante e com grandes lições.

Indico a todos que apreciam a literatura espírita e para aqueles que têm curiosidade sobre o assunto.




Clique aqui e adicione Morreu e Não Sabia no Skoob


24 de maio de 2016

Livros & Esmaltes #2

Olá leitores!!

Hoje é dia de livros e esmaltes!

Na semana passada, eu, a Karla e a Claudia do blog MãeLiteratura apresentamos nosso projeto e foi muito bom acompanhar os comentários de vocês sobre a postagem.




Para essa semana o tom escolhido foi o rosa.

Vamos às escolhas:

Claudia

" Escolhi este esmalte da Novo Toque, após votação com minhas amigas no Instagram. Adorei este tom! Gosto muito de esmaltes rosa. Fácil de esmaltar, boa cobertura. Aprovadíssimo. O livro é o divertido Os Delírios de Consumo de Becky Bloom da diva Sophie Kinsella que eu adoro e morro de rir sempre! Leitura do nosso clube de leitura online"




Fernanda

"O esmalte é o Rosa Crystal da Avon. Bem fácil de passar e limpar. Cobre bem e o efeito fica lindo. O livro é Reflexo da autora parceira do blog Ias Guinossi. Um romance leve e ao mesmo tempo bem intenso. Estou adorando."



Karla

"O esmalte é o Pin Up da Beauty Color. Amo os esmaltes dessa marca, a cobertura é muito boa, as cores são fortes e secam relativamente rápido. O livro é Caderno de um Ausente, emprestado de uma amiga. Estou apaixonada pela leitura."




É muito bom poder juntar duas paixões!

Toda semana vamos postar o esmalte que escolhemos com o livro que estivermos lendo.

O projeto é recente, mas está sendo uma delícia e convidamos nossos leitores a participar.

Quem quiser pode enviar foto para o e-mail  pacoteliterario@gmail.comOu se preferir, pode usar a #loucasporlivroseesmaltes em suas fotos, nas redes sociais.

Até a próxima!


23 de maio de 2016

[Resenha] Linhagens




Autora: Eleonor Hertzog
Editora: LetraImpressa
Ano: 2013
Páginas: 698

Livro cedido em parceria com a autora

Linhagens é o segundo livro da série "Uma Geração. Todas as decisões". 

Continuação de Cisne, que é o primeiro livro (resenha aqui), onde toda a aventura começa.

Logo no início do livro temos algumas páginas narradas por Henry Melbourne, onde ele faz de forma bastante criativa um resumo de Cisne; eu adorei esse detalhe, pois, por se tratar de um livro muito longo, alguns detalhes poderiam ficar esquecidos. 

Em Linhagens, continuamos com o Cisne navegando em uma região de pesquisa, porém Peggy, através de sua sensibilidade percebe que algo está errado, o que se confirma diante de um acontecimento que quase tira a vida de todos. Mas é com esse evento que começamos a descobrir um pouco mais sobre Peggy e Senira.


" A Terra é um refúgio para todos aqueles que perderam seus mundos - é o lugar para onde vão raças, Linhagens e Casas que não têm mais para onde ir. Um paraíso é lindo; um refúgio é insubstituível e, precisa a todo custo, ser protegido."



Em Linhagens a maior parte da história se passa fora do Cisne. A autora nos traz maiores informações sobre a Linhagem de cada Casa, principalmente de Merine.

É em Linhagens que muitas peças se encaixam, segredos são revelados e claro, com isso, muitos desentendimentos e brigas também ocorrem.

Alguns novos personagens surgem, como um pescador que aparece de repente no Cisne; e outros têm um destaque maior do que tiveram no livro anterior.

Mas não pensem que não teremos notícias dos demais jovens que irão para a Escola Avançada de Champ-Bleaux. A autora nos traz novidades sobre eles também. E sim, continuo apaixonada por Anton e Cheli, e na torcida por um final feliz!!


"Existem mundos e mundos dentro do mundo que você considera o seu."


Se eu gostei de Cisne? Sim. Mas gostei muito mais de Linhagens!! A trama é muito agitada, os problemas e desafios são maiores, o que torna a leitura mais instigante.

O final é muito eletrizante e termina de um jeito que eu não acreditei. Sabe aquele super gancho para o próximo livro? Nem preciso dizer o quanto já estou ansiosa para saber o que vem depois.



E mais uma vez destaco que, 700 páginas assusta sim, mas passa tão rápido e flui de um jeito que quando você vê já chegou ao fim e ainda quer mais!!!

Tenho que falar que virei fã da Eleonor! A autora criou com maestria um mundo original, maravilhoso e inovador. Cada hora me encanto mais com a sua escrita, ela realmente consegue tirar a gente de onde estamos e transportar para esse mundo fantástico!

É muito bom deparar com um grande talento da nossa literatura! Um orgulho!

Eu agradeço imensamente pela oportunidade dessa leitura. E recomendo a todos!!





Clique aqui e adicione Linhagens no Skoob

22 de maio de 2016

[Entrevista] E. Chérri Filho



Hoje vamos entrevistar o autor E. Chérri Filho, que escreveu Hani Hamrita - Como é Grande o Meu Amor por Você, já resenhado aqui no blog.

O autor está aqui para conversar um pouco sobre si, sua carreira, novos projetos e mais.

Vamos conferir?


1. Quem é Chérri Filho?

Um homem romântico, adora arte e esporte. Taurino, liberal e democrático.


2. Quando e como começou a escrever?

Iniciei a escrita com 30 anos de idade com o livro  Jesus Eu Te Amo. Não sabia que podia escrever até escrever.


3. Tem algum autor que considere uma referência para o seu trabalho como escritor?

Não. Tenho meu jeito próprio para escrever. Evito ler qualquer livro semelhante aos meus escritos. Para mim o bom escritor é o que escreve. Você pode não gostar do que ele escreveu, mas com certeza, ele gostou.


4. Fale um pouco sobre Hani Hamrita - Como é grande o meu amor por você?

Foi um dos poucos livros que eu escrevi de uma só vez. Em três meses eu estava finalizando o livro. Era inverno e eu ficava de roupão a noite e sem fazer a barba. Foi hilário.



5. Tem um personagem favorito ou que mais se identifique?

Adam é um personagem que eu amei. Como pessoa e como ator em meu livro. Um homem admirável e um artista nato. gosto de pensar nele.


6. Qual seu próximo projeto?

Tenho vários. Um deles é o Marianas 2 e 3 já finalizando. Estou escrevendo um romance muito louco. Oriente Express - A Dona do Meu Coração. O livro fala a respeito de um escritor que resolve fazer uma viagem no Trem da Agatha Christie. ele precisa escrever um romance nesses dois meses de viagem. O editor pagou muito a ele. No Trem ele escreve o romance em que o leitor acompanha e vive o seu próprio romance, que o leitor também acompanha. Ou seja, o leitor irá ter dois romances de uma só vez. (rs)




7. Deixe um recadinho aos leitores

Leiam meus livros please. Ou de autores nacionais. Livro é bom em qualquer língua, mas na nossa própria língua faz com nosso Brasil cresça entre os maiores autores mundiais. Obrigado pelo carinho. Vou voltar a escrever. Beijosss...

Chérri Filho


Nós que agradecemos!!!

Quer saber mais do escritor? Acesse e acompanhe suas redes sociais


Gostaram? Então não deixem de comentar!


© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo