31 de outubro de 2016

[Mês do Terror] Ed e Lorraine Warren



Pessoal pra encerrar nosso Mês do Terror vamos conhecer mais uma dica de leitura!

Recentemente foi lançado pela editora DarkSide o livro "Ed e Lorraine Warren Demonologistas", casal famoso pelos filmes Invocação do Mal e Invocação do Mal 2.

Antes de falar dessa edição especial sobre Ed e Lorraine, vamos conhecer um pouquinho do casal?




Os fenômenos paranormais, eventos estranhos às leis naturais que conhecemos, são relatados a todo o momento ao redor do mundo, causando curiosidade ou medo à grande parte das pessoas. No entanto, existem aqueles que buscam a verdade dos fatos, utilizando-se de mecanismos investigativos e análises racionais que lhes permitam entender a dinâmica dessas perturbações.

O casal Warren, Ed e Lorraine, ficou conhecido mundialmente pelo trabalho de estudar e ajudar pessoas vítimas de influências demoníacas: Ed procurava conhecer as entidades perturbadoras e Lorraine fazia uso de sua capacidade mediúnica para entender a origem e o propósito pelo qual os espíritos assombravam.

Muitos foram os casos para os quais o casal foi chamado a atuar, alguns com tanta repercussão que inspiraram e basearam produções para a TV e o cinema. Diversos livros também foram escritos a partir das intervenções do casal; a seguir vou descrever, brevemente, os mais notáveis.

A boneca Annabelle


Duas garotas universitárias moravam em um pequeno apartamento para poderem estudar. Uma delas havia ganhado uma boneca de pano e a utilizava para enfeitar seu quarto; no entanto, após algum tempo, elas começaram a encontrar a boneca em posição diferente da qual a haviam deixado, também começaram a surgir bilhetes em um estranho papel. O fato decisivo para que acreditassem numa ocorrência sobrenatural foi um evento que atingiu um amigo delas: ele foi atacado pela boneca durante o sono, sofreu sufocação e diversas escoriações pelo corpo.
O casal Warren foi chamado e constatou uma presença demoníaca que manipulava a boneca. Foi realizado um ritual de exorcismo para limpar o ambiente e Ed decidiu levar a boneca para sua casa.


Família Lutz


A família Lutz adquiriu uma casa, antes palco de um massacre, acreditando que realizando apenas uma limpeza ela estaria livre de perturbações. Lá permaneceram por poucos dias, não suportando os constantes barulhos de portas e janelas batendo ou abrindo e infestações de moscas que surgiam sem aparente motivo.


Família Perron


Essa é outra família que também foi perturbada por entidades sobrenaturais, pois compraram uma casa que há séculos tem sido cenário de mortes. Vários eventos ocorreram na casa até que chamaram o casal Warren para ajudá-los, no entanto não houve êxito em cessar as manifestações.


Museu dos Warren

São muitos os casos curiosos e misteriosos sobre o tema e o casal de demonologistas! E esse mês a editora DarkSide lançou uma belíssima edição sobre Ed e Lorraine Warren, simplesmente impecável, no conteúdo e estética; um material caprichado que nos faz mergulhar nesse universo controverso das coisas do além túmulo.



Mais uma vez a Darkside acerta muito bem no tema a ser discorrido. E ressalto apenas o tema porque sobre a parte gráfica, capa e etc, já sabemos o que vamos encontrar: capa dura, fotos sobre alguns casos, grafismo em consonância com o tema, ou seja, para aqueles que amam as edições especiais e que sentem prazer ao tocar um material de primeira, recomendo não perder essa oportunidade.





Até a próxima!



28 de outubro de 2016

[Resenha] Os Condenados


OS CONDENADOS
Autor: Andrew Pyper
Editora: DarkSide
Ano: 2016
Páginas: 336


Sinopse: Danny Orchard conseguiu enganar a morte e ganhou uma segunda chance para viver. Só que ele não voltou do inferno sozinho. Em Os Condenados, Andrew Pyper, autor do fenômeno O Demonologista, explora as conexões de amor e ódio entre irmãos gêmeos, numa história sobrenatural digna de pesadelos.Danny passou por uma experiência de quase-morte em um incêndio há mais de vinte anos. Sua irmã gêmea, Ashleigh, não teve a mesma sorte. Danny conseguiu transformar sua tragédia pessoal em um livro que se tornaria um grande best- seller. Ainda que isso não signifique que ele tenha conseguido superar a morte da irmã. Claro, ela nunca mais o deixaria em paz.Mesmo depois de morta, Ash continua sendo uma garota vingativa e egoísta, como sempre. Mas agora que seu irmão finalmente tenta levar uma vida normal, ela se torna cada vez mais possessiva. Danny parece condenado à solidão. Qualquer chance de felicidade é destruída pelo fantasma de seu passado, e se aproximar de outras pessoas significa colocá-las em risco.



Há mais de vinte anos Danny Orchard passou por uma experiência de quase-morte em um incêndio, no qual sua irmã gêmea, Ashleigh, não teve a mesma sorte.

Danny transformou sua tragédia em um livro de grande sucesso e se tornou um escritor muito conhecido, mas mesmo assim não conseguiu superar a morte da irmã. Ashleigh não estava disposta a lhe dar paz, perseguindo e assombrando o irmão em todos os lugares.

"Não fiquei de luto por Ash, mas sentia sua ausência o tempo todo. Para mim parecia impossível de que ela não estivesse mais lá, que pudesse fazer algo tão humano quanto morrer e nunca mais voltar. E era realmente impossível. Porque ela voltou."


Mesmo depois de morta, Ash ainda é uma garota maldosa e vingativa, e agora, que seu irmão tenta levar uma vida normal, ela se torna mais e mais possessiva.  Danny até se acostuma com a presença da irmã e a solidão, mas a partir do momento em que Willa e seu filho Eddie entram em sua vida, as coisas pioram e Ash está disposta a tirá-los de seu caminho a qualquer custo.


Mas o que prende Ash à Danny? O mistério está desde o momento do nascimento dos dois e agora Danny precisa saber o que ocorreu para tentar se livrar do assombro da irmã.

"São as pessoas que prendem você ao Paraíso ou ao Inferno, ou seja, lá qual for o seu destino. Elas são as âncoras."


Andrew Piper é autor de O Demologista, também lançado pela editora DarkSide. Aqui o autor deixa de lados os demônios e mergulha no espiritual com uma boa dose de suspense. Não digo que o livro possa ser considerado de terror, não senti isso durante a leitura, mas o ambiente sombrio e sobrenatural está presente em toda a história.



Ash é uma personagem um tanto intrigante, desde muito cedo já apresentava traços de maldade e devido a isso sua família sentia-se amedrontada e a rejeitava de alguma forma. As coisas só pioraram com o tempo e após sua morte passou a assombrar o irmão. Nesse cenário o suspense psicológico é bem trabalhado pelo autor e a leitura prende o leitor do início ao fim.

“Os Condenados” fala sobre vida após a morte, assuntos inacabados, feridas perpétuas, a natureza humana nua e crua, os mistérios da vida e a tênue linha que separa o céu do inferno.

"Fantasmas são os mortos que conseguem se fazer visíveis, mas basta você ver que não podem fazer nada que eles perdem seu poder. No entanto, eu estava errado."


A narrativa feita em primeira pessoa, por Danny, flui e é rápida, no entanto não é corrida, Andrew conta a história no tempo certo. O sobrenatural é muito bem trabalhado como os personagens, um homem em sua batalha pessoal com seus próprios demônios, os acontecimentos seguem a coerência e o final é bem fechado. Não é um livro pra causar medo, mas prende o fôlego e instiga.


A Edição está linda, a capa com excelente acabamento, possui uma textura áspera e detalhes muito bem feitos. Não encontrei nenhum erro durante a leitura, perfeito!

Recomendo para os fãs do gênero e para aqueles que gostariam de se aventurar na leitura, vale muito a pena!




"Esta resenha participa da Dark Season. Para saber mais detalhes e concorrer à um livro da editora Darkside clique aqui."

25 de outubro de 2016

Livros & Esmaltes #13

Olá queridos leitores!

Hoje é dia da coluna quinzenal Livros & Esmaltes, um post em parceria com o blog MãeLiteratura!


Esta semana nosso tema é outubro rosa, para homenagear o mês de prevenção ao câncer de mama.







Vamos às nossas escolhas:

Minhas Escolhas



O esmalte é o Shar Pei, da Risqué. A cobertura é ótima e a cor, linda! Coloquei a película da amiga Películas da Clarih para deixar a produção ainda mais bonita.
O livro é Eu sempre vou te amar, de Daniel Sampaio, um drama que ainda estou no início da leitura, que promete muitas emoções.


Escolhas da Fernanda


"O esmalte é o Honey, da Anita. Adorei o tom de rosa e a esmaltação foi perfeita, cobre bem e é fácil de limpar.
O livro é o Doce Perdão, de Lori Nelson Spielman, uma leitura leve e bastante fluida, com um tema muito bonito."


Escolhas da Claudia

              


"Esmalte: Island Fucsia, da Jordana, uma marca americana que tem lindas cores como esta. Ótimo para esmaltar, fácil de limpar. AMO esta cor! Meu rosa predileto. Combinou muito bem com este ótimo livro, O diário de Sabrina, da querida Fátima Arnolde, Lúmen Editorial, parceira do blog Mãe Literata. Adorando a leitura! Recomendo muito os dois, esmalte e livro."


Gostaram das nossas escolhas?

Se quiser participar da nossa coluna Livros e Esmaltes, basta enviar um e-mail com a foto das unhas e livro para o e-mail: pacoteliterario@gmail.com ou deixar a sua foto nos comentários.

Ficaremos felizes com a sua participação!

Beijos e até a próxima!






24 de outubro de 2016

[Mês do Terror] Top 5 Clássicos de Terror e seus Livros



Olá leitores!!!

No mês do Halloween não poderíamos deixar de comemorar o aniversário da Editora que mais toca o terror, a DarkSide

Por isso o post de hoje será um top 5 dos melhores clássicos de terror e seus livros.



EXORCISTA


"LIVRAI-NOS DE TODO MAL, AMÉM."
Um fenômeno quase paranormal atingiu o mundo em 1973. Multidões sofreram náuseas, desmaios, alucinações e calafrios, numa histeria coletiva sem precedentes. Todos aparentemente possuídos por um filme: o já clássico O Exorcista, dirigido por William Friedkin e adaptado do romance que o roterista Willian Peter Blatty lançara dois anos antes e que completa 45 anos.





AMITYVILLE

LAR, DOCE LAR, DO TERRORDepois de passar algumas décadas fechadas, a propriedade no número 112 da Ocean Avenue no subúrbio de Nova York finalmente abre as portas para os leitores da DarkSide Books. Cercada pela natureza, com janelas amplas e uma sacada espaçosa ela poderia ser uma casa de bairro tranquila como todas as outras, não fosse seu passado devastador e sangrento.



SEXTA-FEIRA 13

UM MITO IMPOSSÍVEL DE MATARVocê conhece o homem atrás da máscara de hóquei. Há 35 anos, Jason Voorhees é sinônimo de terror. A lenda do assassino foi recontada inúmeras vezes em cinemas, aparelhos de VHS ou em reprises nas madrugadas da TV. Ícone supremo dos slasher filmes, Jason tem um currículo imbatível no número de vítimas: 146, desde a última contagem do portal Rotten Tomatoes. Aposto que você sabe tudo sobre ele. Será?


EVIL DEAD - A MORTE DO DEMÔNIO

Evil Dead (1981), lançado originalmente no Brasil como A Morte do Demônio, foi escrito e dirigido por Sam Raimi, diretor mais conhecido pela primeira trilogia do Homem-Aranha(2002, 2004 e 2007) e de Oz: Mágico e Poderoso (2013), livre adaptação do clássico de L. Frank Baum, O mágico de Oz (1900). Raimi é também o responsável pela refilmagem deste clássico que une horror e comédia com estreia prevista para 2013, tendo escrito o roteiro e cuidando da produção executiva.Evil Dead conta a história de como Ash – interpretado com tanta competência e inventividade por Bruce Campbell que acabou por se tornar um ícone – e seus amigos vão para uma cabana no meio da floresta para curtir as férias (como todo filme clássico de terror que se preze) e acabam encontrando um antigo livro encadernado com pele humana e escrito com sangue, o Livro dos Mortos - Necronomicon, homenagem ao mestre dos contos de terror H.P. Lovecraft. Ao tentarem descobrir do que se trata a obra, acabam por liberar demônios, que vão partir com tudo para cima dos jovens.Feito com pouquíssimo dinheiro e filmado no interior do Tennessee com uma steadycam feita em casa no melhor estilo do it yourself, o longa é praticamente uma cartilha para quem deseja produzir os seus próprios filmes. Uma mistura sem comparações de terror sangrento e humor vulgar que influenciou gerações de fãs e futuros cineastas, como Peter Jackson (diretor de O Hobbit e da trilogia O Senhor dos Anéis), que garante ter sido muito influenciado no início da carreira pelo clássico de Raimi para realizar os seus filmes de terror.




O MASSACRE DA SERRA ELÉTRICA

Do mesmo diretor de clássicos do cinema de terror, como Poltergeist (1982, parceria com Steven Spielberg), e de Pague para Entrar, Reze para Sair (The Funhouse, 1981), o cultuado O Massacre da Serra Elétrica marcou o inconsciente coletivo com seu serial killer mascarado. Em 1974, o filme de horror de baixo orçamento e sem estrelas causou pânico entre os censores, ao mesmo tempo em que arrancou dos fãs as mais diversas manifestações de júbilo e alegria, e continua ainda hoje tão poderoso e impactante quanto quando lançado, 30 anos atrás. Prova disso é o remake 3D lançado neste começo de 2013.



E aí? Já assistiram algum ou leram os livros? Conte para nós.

19 de outubro de 2016

[Mês do Terror] Um pouco sobre Halloween



Olá, queridos leitores! No mês em que o celebramos o terror, o Blog Pacote Literário traz postagens sobre o Halloween e todos os detalhes que rodeiam esse mês!

Como muitos sabem, Halloween é o termo em inglês para "Dia das Bruxas" e é comemorado em 31 de outubro.




Existe uma divergência história sobre a origem da comemoração desta data. Alguns acreditam que o Halloween tenha origem céltica, tendo sido "cristianizada" tempos depois. Outros defendem que o Dia das Bruxas tem origem pagã.

Fato é que, sobretudo nos Estados Unidos, existe uma grande tradição no dia, onde as crianças saem para recolher doces de casa em casa, sob pena de, ao não conseguirem a guloseima, aprontarem alguma para o dono da casa, é o famoso "doces ou travessuras".




Enfeitar a casa com abóboras fantasmagóricas, contar histórias de terror, assistir a filmes de terror e suspense e brincar de adivinhações também são algumas formas de comemorar a festa.

E você, gosta do "Dia das Bruxas"? Comemora a data? Conte-nos nos comentários!

  

18 de outubro de 2016

[Resenha] Louca Combinação


LOUCA COMBINAÇÃO
Autora: Talita Correia
Editora: Amazon
Ano: 2016
Páginas: 300
E-book cedido em parceria com a autora

SinopseAbby
Você já fez aquela burrada? Aquela que muda a sua vida para sempre? Tipo cair na farra, beber todas, ir para a casa de um estranho e terminar grávida de um ilustre desconhecido que você nem lembra o rosto? Pois é... eu meio que fiz isso, e por mais que todos tenham apontando o caminho fácil, agora eu sou mãe, solteira. Mãe de um pequeno monstrinho ciumento que não deixa nenhum homem chegar perto, nem mesmo o meu namorado! Até que meu anjinho conhece o meu novo vizinho e misteriosamente, faz questão que eu namore com ele.
Chris
Rico, confere. Lindo, confere. Médico, confere. Eu sei que sou material de sonhos de muitas mulheres e nunca fui contra isso a meu favor. Eu tive muitas mulheres, elas estavam se oferecendo e eu não sou um homem que diz não, menos quando se trata de compromisso, aí o não é automático. Agora meu pai está com raiva do meu comportamento e exige que eu mude ou eu vou ser retirado do testamento. Eu tenho 12 meses para provar que sou um novo homem, mas enquanto isso posso conhecer melhor a nova vizinha e aquela adorável pestinha do filho dela. Talvez vir para Solares acabe por se tornar algo divertido.






O livro nos conta a história de Abigail, mais conhecida por Abby, uma jovem criada pela avó em Solares,uma cidade pacata. Ao concluir a faculdade, ela vai para a capital em busca de uma oportunidade profissional.

Mas o destino tinha outros planos para sua vida e, em uma noite de farra, faz "aquela burrada" (palavras da autora) e sua vida muda para sempre: ela engravida e entra para as estatísticas de mãe solteira. Sua única opção é retornar para o interior e buscar meios para cuidar de seu filho, Léo.

Cinco anos depois, um médico de família renomada, Dr. Cristóvão Teles Júnior, sofre um "castigo" dos pais, após um acidente de carro que quase tirar-lhe a vida. Irresponsável e mimado, "Chris" não esperava que os pais fossem lhe punir, mas dessa vez ele extrapolou todos os limites e, apesar de muita revolta, obedece aos pais e se muda para a pequena Solares a fim de lhes mostrar que poderia levar uma vida mais centrada e séria como lhe exigiam.

Como não poderia deixar de ser, Abby e Chris se encontram e a química entre eles surge logo de cara, o que deixa o leitor apreensivo, já que ela tem um namorado insuportável e possessivo, Rafael, que fará qualquer coisa (qualquer coisa mesmo!) para atrapalhar a aproximação de outro homem.

Além disso, Abby esconde grandes segredos e não faz ideia da reação de Chris ao descobri-los, já que ele tem um passado de muitos problemas de relacionamento, sobretudo voltados para mulheres com mais interesse em suas posses que em seu amor.


"Quando eu ia abrir minha boca para falar, a campainha da minha casa tocou e eu corri para atender, querendo mandar embora quem quer que fosse. Hoje eu contaria a verdade sobre o Leo. Na minha porta estava uma senhora, muito bonita, com uma bolsa de marca em um dos ombros e um filhote de cachorro na outra mão."


A trama se desenvolve de forma arrebatadora, como a paixão entre os personagens! A vontade é de não largar nunca a história, tanto que a li em tempo recorde!

Adorei como a autora retrata a relação entre mãe e filho, no caso, Abby e Leo, com situações do dia a dia, além de várias lições sobre valores escassos nos tempos atuais.

Os personagens secundários são bem construídos e desempenham papel fundamental do início ao fim do livro, tais como a mãe de Chris e os amigos Jéssica e Carlos. Aliás, a amizade é um ponto lindo da história, retratado com bastante carinho por parte da autora. O garotinho Leo também "rouba a cena" em várias partes da trama, de forma encantadora, o que também me agradou bastante.


"Não consegui responder, só assenti com a cabeça e comecei a chorar, murmurando desculpas a ela, que surpreendentemente me abraçou com força e começou a me acalmar. Depois do que pareceram horas chorando nos braços dela e deixando o peso daquele segredo sair, finalmente me recuperei, bem a tempo de fugir para o banheiro antes dos meninos voltarem."


A autora conseguiu me fazer sorrir em diversos pontos bem humorados, ficar apreensiva e torcer pelos personagens em outros e, acreditem, me emocionei de verdade em alguns trechos da história (com direito a algumas lágrimas!).

A narrativa, em primeira pessoa, é intercalada entre Abby e Chris, o que faz com que o leitor entenda melhor os pensamentos e sentimentos de ambos os personagens.

No final do livro, as coisas acontecem um pouco mais apressadas que o ritmo geral em que a autora narra os acontecimentos. Porém, isso não estraga o desfecho, que nos causa apreensão a cada frase lida.

Eu adorei o livro, e recomento a quem gosta de romances emocionantes com trechos hot e muita diversão!






Clique aqui e adicione Louca Combinação no Skoob



© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo