29 de dezembro de 2016

[Série Indicação] - Narcos



Olá, leitores queridos! O post de hoje é para indicar uma série muito interessante: Narcos!

A série vem contar a história de Pablo Escobar, o maior narcotraficante da história, que se confunde com a história da disseminação de cocaína da Colômbia para os Estados Unidos e países da Europa.

Primeiramente, quero falar da brilhante interpretação de Wagner Moura no papel de Pablo Escobar, que, em minha opinião, dá vida, na série, a um dos maiores criminosos de todos os tempos com extrema perfeição! A expressão, o jeito de andar e de falar e até os gestos foram aprendidos pelo ator que, para mim, merece todos os prêmios por sua atuação.

Pablo é o chefe do Cartel de Medellín que, ao começar a distribuir drogas para os Estados Unidos, chamou a atenção do governo americano, que enviou à Colômbia dois agentes do DEA, principal órgão de controle das drogas no país.




A princípio, os dois agentes, Murphy (interpretado por Boyd Holbrook) e Peña (interpretado por Pedro Pascal) tinham como objetivo capturar o traficante para, então, extraditá-lo e puni-lo em solo americano, nos moldes da severa lei dos Estados Unidos.

Com o tempo, após muitos planos e tentativas de prisão, com missões fracassadas, o governo dos Estados Unidos autoriza que, se necessário, os agentes possam captura-lo mesmo sem vida.

Mas é claro que Escobar não é o maior narcotraficante da história à toa! Ele ergueu um verdadeiro exército que trabalhou a seu favor por anos, sempre enfrentando qualquer obstáculo para seguir seus planos de se tornar o maior vendedor de cocaína de todos os tempos e, claro, ainda muito mais rico que já era.

Com muita ação, a série se desenvolve entre os acertos de Escobar na evolução do refino e venda de cocaína e, por outro lado, o desacerto na busca incessante da polícia colombiana, com a ajuda dos agentes americanos, pela captura do traficante.



A vida pessoal e os costumes familiares de Pablo também são explorados da série, onde conhecemos sua esposa, de papel fundamental em sua vida, seus filhos e seus pais, bem como temos acesso a trechos de sua infância.

Achei interessante na série que, além do lado social, acompanhamos ainda a questão política de toda a história, pois Pablo se tornou um problema para o governo da Colômbia por seu lado assistencialista (que fez com que se tornasse um herói colombiano por algum tempo).

De produção americana, "Narcos" tem co-produção do Brasil e da Colômbia. A direção da série é dividida, tendo sido dirigidos alguns capítulos pelo carioca José Padilha.

A série foi indicada, no ano de 2016 para diversos prêmios, tais como melhor episódio dramático, melhor série de drama e o ator Wagner Moura, como melhor ator em série dramática.




É importante ressaltar que, embora seja baseada em fatos reais da vida do maior narcotraficante da história, Narcos não tem obrigação de fidelidade com todos os detalhes na história e vemos nitidamente que foram usados vários elementos que, ao procurar saber melhor, descobri que não foi realmente o que aconteceu. Mas isso, em minha opinião, só tem o condão de deixar a trama ainda mais interessante.

E tem notícia boa para os fãs da série: a terceira e a quarta temporadas estão garantidas e continuam na direção de José Padilha e do americano Eric Newman. Eu não sei como continuar a série, pelos acontecimentos finais da segunda temporada, mas aguardo com ansiedade para saber como serão as cenas dos próximos capítulos!



Recomendo a quem gosta de séries com muita ação e violência com toques de drama, perseguição e bastante adrenalina.

E você, acompanha a série? Deixe nos comentários.



26 de dezembro de 2016

[Livros & Esmaltes] Especial Natal


Olá, pessoal!

Dia da nossa coluna quinzenal "Livros & Esmaltes", em parceria com o blog MãeLiteratura.
O post de hoje é especial de natal! Esta semana nosso tema será livre, você escolhe. Você pode combinar o tom do esmalte com o livro que leu ou está lendo neste momento.

Vamos conhecer nossas escolhas?


Minhas Escolhas:


“O esmalte é o Vinho Clássico, da Avon. Adoro essa linha de esmaltes, fácil de esmaltar e tem um brilho intenso. O livro é do mestre King, “Cujo”, ainda estou no comecinho, mas é bem no estilo que gosto. E a edição está um show”


Escolhas da Karla:


"O esmalte é o Rouge Casino, da marca Bourjouis. Adoro essa marca, super fácil de passar e com lindas cores, cobertura ótima. O glitter vermelho por cima é o Bali, da marca Penelope Luz, que também gostei bastante. O livro é o "A vida secreta das abelhas" que ganhei da amiga Fernanda Yano e estou amando! Sue Monk Kidd nos faz entrar na trama para acompanhar uma história com traços feministas."


Escolhas da Claudia:


"Escolhi o Meu Vermelho, da Vult. Acho que esmaltes vermelhos combinam muito bem com o natal. No anelar usei Conquiste sempre, um dourado lindo. O livro é o delicioso O presente do meu grande amor, 12 contos natalinos, recomendo muito!"


Gostaram das nossas escolhas?

E para quem quiser participar, bastar enviar um e-mail com fotinho pra gente para pacoteliterario@gmail.com.

Pode ficar à vontade para seguir as cores propostas ou apenas do seu livro com as unhas da semana!

Ficaremos felizes com a sua participação!!

Até a próxima!


20 de dezembro de 2016

Livros & Esmaltes #16



Oiee, amados!!

Hoje é dia da nossa coluna quinzenal "Livros & Esmaltes", em parceria com o blog MãeLiteratura.

Por que não colocar duas paixões em um post?

O tema da semana é a Francesinha.

Vamos as escolhas?



Minhas Escolhas:


“Os esmaltes que escolhi foram: Agrada a Gregos e Troianos e Gato Mia, Miau, ambos da Risqué. Adorei os tons, mas confesso que dessa vez encontrei dificuldades na esmaltação, devido a falta de habilidade, por isso achei que não ficou muito legal. E o livro do momento é “Entre Loucos e Condenados”, do autor Flavio Oliveira, uma obra apaixonante e intrigante, bem ao estilo do autor.”


Escolhas da Karla:


"Os esmaltes são o Amor Secreto, da Vult e o Fantasy, da coleção Matte.n.a. da marca Cherimoya. Fáceis de aplicar e cores lindas de ambas as marcas. Este livro sensacional é o "Simplesmente Irresistível", da autora Rachel Gibson. Eu adoro a escrita dela e esse foi mais um livro que adorei ter lido."


Escolhas da Claudia:


"Passei uma camada de Melissa e uma de Joga Sal Grosso e fiz as francesinhas com Branco Puríssimo, todos da Risqué. 
Estou lendo "A Lição Final", do Randy Pausch. Um livro muito bonito e emocionante."


Gostaram das nossas escolhas?

E para quem quiser participar, bastar enviar um e-mail com fotinho pra gente para pacoteliterario@gmail.com.

Pode ficar à vontade para seguir as cores propostas ou apenas do seu livro com as unhas da semana!

Ficaremos felizes com a sua participação!!

Beijos e até a próxima!


16 de dezembro de 2016

[Resenha] A verdadeira morte


A VERDADEIRA MORTE
Autor: Rennan Andrade
Editora: Amazon
Páginas: 123
Ano: 2016

Sinopse: A força, a coragem, a indiferença, o sangue frio, o amor...Nada disso pode enfrentar o poder da morte. Ela chega quando quer, quase sempre sem ser convidada, e a cicatriz que ela deixa desde de a primeira vez em que perdemos alguém é justamente para nos lembrarmos o quanto dói passar por algo assim, e também para nos fazer lembrar que nada dura para sempre, e que sempre chegará o momento em que alguém estará velho ou cansado demais para pisar seus pés na terra. Esse momento, porém, sempre pode ser adiantado por qualquer uma das pessoas ao seu redor, comprometendo a sua vida e de todos que te amam.Só que o que acontece quando a morte começa a ser um estado além do oposto da vida?Quando você começa a andar por aí, ainda respirando, mas tão perto da morte que você é capaz de senti-la? Será que ela é apenas aquilo que estamos acostumados a saber dela? Eis a dica.




Com grande habilidade para lidar de forma simples com assuntos fortes, complexos e polêmicos, nesta obra Rennan nos traz contos que relatam o dia-a-dia das pessoas, dúvidas e problemas corriqueiros que costumam afligir a todos.

Suicídio, depressão, bullying, alcoolismo, a morte que chega sem pedir licença... E, como não poderia deixar de ser, a forma com que cada um enfrenta tudo isso, a relação interrompida repentina e definitivamente que, às vezes era de amizade, outras de carinho, amor... Em qualquer que seja o contexto, lidar com a morte é sempre muito difícil!


"Beijar aqueles que sempre quisemos beijar, e ser aquele que nunca conseguimos ser. Seja por medo de nos perdemos ou por vergonha de que nos achem de verdade, no fim seria importante ter falado o que nunca falamos, já que nunca poderemos falar mais nada."


Com narração em primeira pessoa em todos os contos, o autor nos faz compreender os detalhes da vida e da personalidade de cada um dos personagens, bem como a reação de cada um deles ao saber/ver/sentir a morte de perto.


"Contanto que estejamos no controle, nada pode nos impedir de sermos felizes. Nada. Sempre podemos tomar uma nova atitude com relação a si mesmo, e é preciso lutar hoje para não ter que sangrar amanhã."


Li o e-book e, por isso, não posso opinar sobre detalhes físicos. Encontrei alguns poucos erros de escrita/edição que não interferiram no entendimento geral e imagino que tenham sido corrigidos para o lançamento do livro.

E quando a morte parece estar chegando para você? O que fazer quando você sente se esvaírem todas as suas forças? Quando, mesmo vivo, não passa de um "morto" atropelando cada um de seus minutos diários, pois não consegue atravessar o tempo com plenitude e felicidade?

Apesar de tratar diretamente sobre o assunto "morte", não é um livro de terror, nem sombrio, macabro, etc... Rennan conseguiu uma abordagem bastante cotidiana, de maneira que o leitor consegue entender com bastante naturalidade.

São várias as lições que aprendi nesse livro e o que pude sentir que o autor quis nos passar foi que a verdadeira morte, muitas vezes, é a de quem fica e não a de quem morre!


"Sabia que estava sendo dramática, mas amar é pedir para fazer drama. Pode ser um amor platônico, um amor passageiro, um amor que não levará a nada, mas sentir aquilo não era normal."


Indico o livro a quem gosta de um bom drama, de histórias do dia-a-dia e que trazem grandes lições.


Para adquirir:


13 de dezembro de 2016

[Entrevista] L.L.Alves

Olá, leitores!

Hoje é dia de mais uma entrevista no nosso Pacote Literário com autores parceiros e a entrevistada do mês é a querida L. L. Alves.

Vamos conhecer um pouco mais sobre ela?!




1. Quem é L. L. Alves?
R: L. L. Alves gosta de ser chamada de Lu, tem 25 anos, além de escritora é tradutora e possui dois gatos pretos levados. Curte o silêncio, uma boa xícara de café e personagens que não calam a boca.


2. Quando e como começou a escrever?
R: Comecei a escrever aos 13 anos, após ler o segundo volume da série Harry Potter. Depois de muitos rascunhos jogados fora, decidi que terminaria um livro a qualquer custo. A partir daí, nunca mais parei de escrever e de aprimorar a escrita.


3. Tem algum autor que considere uma referência para o seu trabalho como escritora?
R: Acredito que a J. K. Rowling seja uma grande inspiração. Foi com ela que aprendi a gostar de ler e que tomei a decisão de ser escritora. Além dela, tem outros autores que levo como referência para vida, como Machado de Assis, Cassandra Clare e Neil Gaiman.


4. Fale um pouco sobre "As grandes aventuras de Daniella. Como foi a inspiração para uma personagem tão cativante ao público?

R: Baseei muitas das emoções transcritas neste livro em mim mesma e no fato de que não conseguia me aceitar. A Daniella é uma personagem tangível já que foi inspirada em pessoas reais, por isso o público se identifica tanto. Ela tem um pouco de mim, de minhas amigas, de conhecidas e até arrisco a dizer que todas as mulheres que sofrem com os padrões que são impostos pela mídia e pela sociedade. Busquei criá-la da forma mais autêntica possível porque sinto falta desse tipo de identificação e representação nos livros que leio.


Resenha aqui

5. Existe a possibilidade de mais aventuras com a Daniella?

R: Opa, existe sim! Haha! Porém, são somente ideias. Ainda não surgiu a necessidade de colocar no papel outras aventuras loucas da Dani.


6. Fale um pouco sobre "Mudanças". De onde surgiu a ideia para o livro e os personagens?

R: Mudanças foi o primeiro livros que escrevi na vida, exatamente no auge da minha adolescência. É claro que, com o passar dos anos, aprimorei o texto e fiz as alterações necessárias, contudo, os personagens são baseados na antiga Luene e nos seus dilemas juvenis. É um romance leve que ajuda os adolescentes a não se sentirem tão sozinhos e faz os adultos reconhecerem aspectos de si mesmos no passado.


Resenha aqui


7. E sobre a "Instituição para jovens prodígios? Como fez a escolha dos nomes e características dos personagens?

R: A série "Instituição para Jovens Prodígios foi desenvolvida por um ano antes de eu começar a escrevê-la. A princípio seria uma trilogia, mas percebi que não daria para explicar tudo em somente três livros. Depois de decididos todos os pontos chaves da história, as características e personalidade dos personagens principais e suas funções na trama foram delineadas. Foi um trabalho bem exaustivo, pois não podia deixar nenhuma ponta solta, mas foi completamente maravilhoso. Usei pessoas reais como inspiração e também criei personagens novos, sempre focando em seus objetivos.




8. Tem algum personagem favorito em algum de seus livros ou um com quem mais se identifique?

R: Pergunta difícil! Acabo me apegando a todos os personagens das minhas histórias, especialmente as protagonistas. Seria injusto escolher um só. Prefiro não opinar! Hahaha!


9. Qual o seu próximo projeto?

R: Tenho alguns projetos em andamento, especialmente obras finalizadas que necessitam de lapidação. Ainda não sei qual obra irei escrever (ou quando terei tempo para tal, rs), mas tenho uma trilogia de fantasia que se passa em outro universo que precisará em breve da minha atenção.


10. Deixe um recadinho aos nossos leitores.

R: Muito obrigada por serem tão queridos! Sem vocês, nós não somos nada. Espero que minhas histórias sempre os surpreendam!


Luene, só temos a lhe agradecer por sua entrevista!! O Blog Pacote Literário deseja que você continue tendo muito sucesso e, claro, que conquista cada vez mais leitores!



9 de dezembro de 2016

[Parcerias] Alice Lucas



Oi, gente!

Hoje vim contar para vocês um pouquinho sobre uma nova parceria super especial. Dessa vez com a autora Alice Lucas.

Ela nos apresentou seus livros para divulgação e ficamos encantadas com as sinopses. E em breve teremos resenhas aqui no blog.

Seja bem vinda ao Pacote Literário!


SOBRE A AUTORA


Alice Lucas nasceu em Santa Catarina em 1979. Formada em Letras pela PUCPR, sempre encontrou na literatura um refúgio em momentos de aflição. Poeta por vocação, romancista por acaso, tem atualmente dois livros publicados de forma independente pela Amazon.


Acompanhe a Alice pelas redes sociais: 




SOBRE OS LIVROS



Aos 18 anos, Laura convive com a solidão, a depressão, o bullying e a indiferença de seus pais. Seu sofrimento a leva à automutilação e ao abuso de medicamentos. Cansada e sem esperanças, planeja o suicídio. Em uma última busca desesperada por um motivo para continuar, conhece alguém que lhe mostra que não está sozinha. Buscando anestesiar suas dores, embarcam juntos em uma ilusória jornada repleta de amor, de uso de drogas e de muito rock 'n' roll.





Em que poderia resultar o encontro entre um artista mundial sufocado pela mídia e uma jornalista no limite de sua frustração profissional? Ele, vocalista de uma das bandas de maior influência da atualidade, já nem se esforça mais para limpar sua imagem de viciado e depravado construída pela imprensa. Ela, esvaindo seus dias em marasmo, trabalha em dois empregos para tentar pagar a hipoteca de seu apartamento e a infinidade de dívidas herdadas de seus pais. Mas a apatia não é o único aspecto comum entre eles, e uma proposta improvável de trabalho pode ressignificar suas vidas para sempre. Ao ser convidada para escrever a biografia do astro do rock mais famoso de sua geração, em uma tentativa de redimir o vocalista de toda a má impressão transmitida internacionalmente, Danny vê a chance de impulsionar sua carreira de jornalista e ganhar visibilidade por suas habilidades textuais, além de assinar um contrato valioso e poder pagar todas as contas que lhe tiravam o sono. Parecia o plano perfeito. E talvez fosse, se Sam Stanley, o galã grunge, não escondesse um passado marcado por traumas e relações conturbadas. A intensidade dessas perturbações é capaz de envolver profundamente quem se conectar a ele, encarcerando-os em vórtices de sentimentos e memórias que revelam que sofrimento pode ser só uma questão de perspectiva. Felicidade também.


Espero que tenham gostado. Se já leram, me conta o que achou através dos comentários. E não se esqueçam de compartilhar caso tenham gostado!


Beijinhos



8 de dezembro de 2016

[Homenageado do Mês] Clarice Lispector


Nesse mês de dezembro, mês de seu nascimento, tendo em vista a nossa grande paixão pela escrita da autora, a singela homenagem do blog Pacote Literário é para Clarice Lispector.

Autora de imensa importância no Brasil, suas grandes obras, como "A paixão segundo G. H." e "Laços de família" foram traduzidas para outros idiomas, tendo sido de grande sucesso por onde passaram.

Nascida na Ucrânia em 10 de dezembro de 1920,  chegou ao Brasil aos 2 anos e, posteriormente, naturalizou-se brasileira. É considerada mundialmente como a maior escritora judia desde Franz Kafka e está entre as maiores escritoras brasileiras de todos os tempos.

Tendo tido uma infância pobre e marcada por dificuldades culturais, Clarice perdeu a mãe aos 8 anos de idade em Recife.



Sua paixão pela escrita começou bem cedo, tendo escrito a peça "Pobre menina rica" quando tinha apenas 10 anos.

Em 1934, mudou-se com seu pai para o Rio de Janeiro, onde posteriormente cursou Direito (curso escolhido, segundo ela, para reformar as penitenciárias) e iniciou sua vida como tradutora, tendo sido também jornalista, contista e ensaísta. 

Já em 1940, teve, pela primeira vez um texto seu publicado. De temática feminista, "Eu e Jimmy", trata de um romance que lhe abriria as portas para a imprensa. 

Publicada no jornal "A noite", sua obra "Perto do coração selvagem", datada de 1943, provocou elogios da crítica que comparou seu texto a grandes nomes, como o de Virgínia Woolf. O romance ganhou o Prêmio Graça Aranha como o melhor do ano.

Ano após ano, Clarice continuou a encantar aos leitores e à crítica, tendo convencido a todos de que se tratava de uma excelente escritora de inesgotável criatividade. O que mais encantava era sua forma de escrever com facilidade sobre coisas simples e a consequente identificação do público com os personagens e situações por ela narrados.

Quando um câncer de ovário lhe tirou a vida em 1977 e Clarice partiu deixando 2 filhos.


Vamos conhecer um pouco de algumas de suas obras?




LAÇOS DE FAMÍLIA

Primeiro livro de contos da autora, a obra é curtinha, porém arrebatadora. Em poucas páginas você viaja na escrita de Clarice, cujo tema  principal é o cotidiano das pessoas. 
Os conflitos são passageiros e analisam o psico das personagens, em sua maioria donas de casas, tentando encontrar um balanço entre o casamento e a liberdade.




A PAIXÃO SEGUNDO G. H.

Romance publicado em 1964, assim como característica de suas obras, carrega a profunda reflexão existencial.
Clarice relata as preocupações emocionais de G. H., mulher bem sucedida profissionalmente, porém em sua busca pelo conhecimento interior.
A personagem  não possui nome, podendo ser identificada como qualquer um de nós.




PERTO DO CORAÇÃO SELVAGEM

Romance de estreia da autora e divide-se em duas partes, a infância de Joana e sua fase adulta.
Trata-se da consciência histórica de Joana, de como uma pessoa vê, sente e constrói seu entendimento sobre a vida.
A leitura é um pouco complexa, levando o leitor a pensar, refletir e questionar.




A HORA DA ESTRELA

Em A Hora da Estrela, Clarice foge um pouco ao seu padrão literário, o retrato da essência das personagens femininas. O narrador é Rodrigo, que também faz o papel de personagem e criador da narrativa.
O livro é uma despedida da autora, lançado pouco antes de sua morte, em 1977.



MINHAS QUERIDAS

Minhas Queridas é um livro que mostra a troca de correspondências entre Clarice e suas irmãs. 
Relata de forma bastante sensível, um pouco do cotidiano da autora e sua relação com as irmãs.
Uma experiência bastante diferente, porém muito grandiosa para conhecer um pouco mais dessa grande escritora.






© Pacote Literário ♥ 2016 - Todos os direitos reservados. Personalizado por: Taty Salazar || Tecnologia do Blogger. imagem-logo